Torturada Pelo Próprio Pai: resumo, elenco e onde assistir

Torturada Pelo Próprio Pai é uma filme de Terror, Drama, Suspense baseado em fatos reais sobre um pai autoritário que aprisiona sua filha no porão da própria casa por mais de uma década, dirigido por Elisabeth Röhm e com roteiro de Barbara Marshall.

Resumo do Filme Torturada Pelo Próprio Pai

ATENÇÃO: Alerta de spoilers!

A história começa com Sara enfrentando dificuldades respiratórias e sendo levada ao hospital, indicando sinais iniciais do trauma que a aguarda. Don, juntamente com sua esposa Renee e filhas Amy e Sara, apresenta uma fachada familiar aparentemente normal. No entanto, Sara, envolvida com o namorado Chris, desencadeia a ira de Don, que constrói um abrigo no porão para mantê-la controlada.

Sara é trancada nesse abrigo à prova de som, forçada a viver como um animal enjaulado. Don justifica suas ações, alegando punição por seu comportamento, e o horror atinge níveis extremos quando ele a violenta. A mãe, Renee, acredita que Sara fugiu, enquanto a polícia, limitada pela maioridade de Sara, não pode intervir.

O filme avança rapidamente por dias de tortura, Sara lutando por liberdade enquanto Don exerce controle absoluto. A tragédia se desenrola quando ela dá à luz uma criança em condições desumanas, chamada Marie. A família permanece presa, criando uma atmosfera de isolamento e ansiedade social.

Sara revela a verdade sobre Don para seus filhos, Marie e Michael, que, ao atingirem a adolescência, começam a questionar sua realidade. Aos 20 anos, Marie, sofrendo problemas respiratórios, é levada às pressas ao hospital. A revelação da situação de Sara desencadeia uma série de eventos que culminam na prisão de Don.

Veja:  + Velozes + Furiosos - elenco e personagens, onde assistir

O filme termina com a família tentando reconstruir suas vidas após décadas de horror, destacando o poder da sobrevivência e a busca pela redenção. “Girl in the Basement” é uma exploração intensa dos horrores do abuso, trauma e, finalmente, da busca pela liberdade e cura.

ATENÇÃO: Alerta de spoilers!

  • Data de lançamento: 27 de fevereiro de 2021 (EUA)
  • Diretora: Elisabeth Röhm
  • Roteiro: Barbara Marshall
  • Duração: 1h 28 min
  • Classificação: Recomendado para maiores de 18 anos
  • Título original: Girl in the Basement
Torturada Pelo Próprio Pai

Elenco e personagens de Torturada Pelo Próprio Pai

Veja alguns dos atores e os personagens que eles interpretam nesse filme.

Stefanie Scott como Sarah Cody

Sarah Cody é uma jovem corajosa que enfrenta anos de cativeiro, mostrando resiliência diante do abuso e mantendo a esperança mesmo nas circunstâncias mais adversas.

Torturada Pelo Próprio Pai

Judd Nelson como Don Cody

Don Cody é um pai abusivo e controlador que mantém sua filha e netos em cativeiro, revelando uma natureza profundamente perturbadora e manipuladora.

Torturada Pelo Próprio Pai

Joely Fisher como Irene Cody

Irene Cody é a esposa de Don Cody, retratando uma figura complexa presa em um relacionamento tumultuado e desafiador.

Torturada Pelo Próprio Pai

Onde assistir Torturada Pelo Próprio Pai Online

Até o momento o filme não está disponível em nenhuma plataforma de streaming no Brasil. Infelizmente nem na Netflix é possível achar este filme para assistir online.

Trailer

Assista ao trailer e veja um pouco mais sobre o filme.

Imagens e wallpapers Torturada Pelo Próprio Pai

Veja algumas imagens e wallpapers do filme onde mostra os atores em ação.

Crítica do autor

Girl in the Basement é um filme profundamente perturbador que mergulha nas profundezas do horror psicológico e físico causado pelo abuso doméstico. A narrativa visceral, baseada em uma história real, retrata a vida de Sara, uma jovem aprisionada por seu próprio pai, Don, por duas décadas.

– Filmes e Séries

Enredo e Narrativa
Atuação
Direção e Cinematografia

Resumo

A intensidade do filme é construída com maestria, começando com sinais sutis de perturbação que culminam em uma história de terror que choca e toca as fibras mais sensíveis do espectador. A atuação é um ponto alto, com notáveis performances que transmitem a dor, o desespero e a eventual resiliência dos personagens.
A abordagem corajosa ao explorar temas delicados, como abuso, isolamento e trauma, coloca o filme em uma categoria que não busca apenas entreter, mas também provocar reflexões profundas sobre as realidades sombrias que algumas pessoas enfrentam. A direção habilidosa mantém uma tensão constante, criando uma atmosfera sufocante que ecoa a experiência de Sara.
A cinematografia e a trilha sonora contribuem para a imersão, criando uma sensação de claustrofobia que reflete a condição de Sara. O roteiro, embora angustiante, é eficaz ao contar uma história que, apesar de difícil, é importante ser ouvida.
No entanto, é crucial destacar que este filme não é para todos. A natureza intensa e chocante da narrativa pode ser emocionalmente avassaladora, exigindo uma audiência preparada para enfrentar as realidades cruéis retratadas.
Em última análise, “Girl in the Basement” é um filme impactante que transcende os limites do cinema tradicional, oferecendo uma experiência que permanece na mente muito tempo após os créditos finais. Uma exploração corajosa de temas sombrios, este filme não apenas entreteve, mas também confrontou o público com a dura realidade de muitos que vivenciam abusos em suas vidas. A brutal honestidade da narrativa é uma homenagem à resiliência humana, enquanto simultaneamente serve como um apelo para a conscientização e ação contra o abuso doméstico.

3.7

Críticas recentes

Escreva uma crítica

Nota final dos usuários

0,0
Rated 0,0 out of 5
0,0 de 5 estrelas (baseada em 0 avaliações)
Excelente 0%
Muito bom0%
Média0%
Péssima0%
Terrível0%